Quadrilha, homenagem e muita animação marcam a Festa Julina 2016 do São Camilo!

Publicado em: 20, julho, 2016

festa julina HISC01A tradicional Festa Julina do Hospital Infantil São Camilo chega à sua sétima edição com recorde de público! O Arraial do São Camilo 2016 reuniu, no dia 15 de julho, no Clube Oi Art, em Santa Teresa, mais de 170 funcionários e médicos do corpo clínico, que celebraram o 36º aniversário da instituição, em uma noite de diversão, comidas típicas, quadrilha e homenagens.

Já no início da festa, era possível perceber que a noite seria especial. O forró tocando ao fundo e as barracas decoradas com chita davam as boas-vindas aos convidados que chegavam. Muitos deles à caráter, com blusas xadrezes, botas, chapéus, vestidos rodados e enfeitados com fitas e retalhados.

Para o sócio fundador e diretor administrativo-financeiro do São Camilo, Dr. José Guerra Lages, a cada ano, a energia cresce e vai atingindo pessoas de todas as áreas do hospital. “Não havia quem não estivesse feliz por fazer parte desta equipe. Foi inesquecível”.

Para Ana Paula Nunes, coordenadora do Recursos Humanos a festa foi especial, principalmente pela equipe organizadora ter conseguido reforçar o motivo de todos estarem reunidos: a comemoração dos 36 anos do hospital, por meio de uma homenagem aos nove sócios e à toda família São Camilo.

Bastidores – Os preparativos para a festa tiveram início ainda em maio, quando a diretoria, juntamente com o RH, decidiu por realizar a festa, apesar do momento de crise, por entender a importância de proporcionar aos funcionários e ao corpo clínico um momento de confraternização e interação fora do ambiente hospitalar.

Desde então, o RH, o SND e o setor de Comunicação estiveram envolvidos em diversas atividades, como contratação do buffet e escolha do cardápio, escolha do DJ e a seleção das músicas, decoração, confecção dos convites da festa e do material de divulgação. Além dos ensaios da quadrilha, realizados, diariamente, durante um mês.

 “Estou encantada com a Festa Julina! Foi muito especial e me emocionei durante a homenagem”, disse Cláudia Márcia, coordenadora do setor de Higienização. “No próximo ano, podem contar comigo na quadrilha”, enfatizou a porteira Carla Costa, engajada pela animação do evento.

festa julina HISC04Quadrilha – Por volta das 20h30, os convidados fizeram um grande círculo no salão principal para assistir de pertinho a quadrilha, com as “cumadis” e os “cumpadis” em um festivo passeio na roça, com direito a túnel, coroa de flores, baile dos noivos e cavalgada.

Um dos pontos altos da apresentação ocorreu quando a narradora disse: “olha o Dr. Guerra”. Os integrantes da quadrilha correram, se esconderam e caíram no chão, simulando um ataque de pânico e sendo socorridos pelos companheiros; em uma brincadeira que fez menção a todo o carinho, respeito e admiração que os funcionários têm pelo Dr. José Guerra.

Rafael Martins, supervisor de TI, ressaltou a maior participação dos funcionários. “Nunca a quadrilha reuniu tantos pares para dançar. Esta festa tem a cara do hospital, pois reforça os laços de amizade entre as pessoas”. Essa também é a opinião de Lourival Junior, do setor de Raio X. Ele também dançou quadrilha e ressaltou o fato de mais funcionários terem animado a dançar. “Este ano, a quadrilha foi muito amis animada e divertida”.

Hellen Caroline Alves, assistente comercial, é dançarina profissional de quadrilha desde os 17 anos e, pela segunda vez, participou da quadrilha do hospital. Segundo ela, os eventos realizados fora do ambiente de trabalho mostram a beleza de todos sem o uniforme.

Justa Homenagem – Ao final da apresentação, foi lembrado pela Ana Paula (RH) o motivo de toda a festança. No dia 12 de julho, o Hospital Infantil São Camilo celebrou 36 anos de amor e dedicação à pediatria, resultado do sonho de nove pediatras: doutores Acácio Rocha Filho, Amélia Vilan Xavier, Ari Alves de Assis, Carlos Magno Guerra Lages José Guerra Lages, Lauro Machado Alvim, Olival Lacerda de Oliveira, Otávio Pinto de Carvalho e Silas Leite Prado

“O que não pode faltar em uma festa? ”, perguntou Ana Paula aos participantes. “Bolo”, todos responderam em coro. Foi a deixa para a Camilinha, mascote do hospital, entrar no salão trazendo um belo bolo para completar a festa. Deu-se, então, início a uma bela e justa homenagem aos sócios que, na década de 1980, deram o ponta pé inicial no sonho de promover um atendimento de qualidade à criança e ao adolescente. Mas esse desejo foi muito além e se tornou o sonho de 350 funcionários e 300 médicos, que formam a Família São Camilo.festa julina HISC02

A emoção tomou conta de todos os presentes. Enquanto Ana Paula lia um belo texto contando a história do hospital, era possível perceber os olhos marejados de tantas pessoas, que se sentiram representadas naquele momento único e inesquecível.

Assim foi a reação da pediatra e diretora clínica e técnica do hospital, Dr.ª Marisa Lages Ribeiro, que define o São Camilo como a continuidade da sua família. “É parte de mim”, destacou. Para ela, a festa julina traduz o espírito do hospital, por meio da simplicidade, do entrosamento, do respeito, da admiração e da união.

“Quando a Camilinha entrou com o bolo, foi uma surpresa para todos e me emocionei muito. Desejamos que as pessoas sejam felizes aqui dentro e foi, de fato, um momento de descontração’.

Primeira vez – No setor da Qualidade, duas funcionárias foram à festa julina pela primeira vez e já prometeram dançar quadrilha no próximo ano. Para Gabriella Peres, analista da Qualidade, “o São Camilo já apresenta um clima familiar e a festa destacou ainda mais essa característica”.festa julina HISC03

A enfermeira da Qualidade, Érika Coelho, que já passou por outras instituições de saúde, destaca que foi a primeira vez que viu um hospital oferecer aos funcionários uma festa junina. “Gostei demais, foi muito divertido! “, disse.

Corpo Clínico – A intensivista pediátrica, Dr.ª Deise Félix Correa, e o residente Dr. Isaac Santos, se encorajaram a participar da quadrilha, mesmo sem terem ensaiado. “Fomos levados pelo clima da festa e fomos muito bem recebidos pelo restante do grupo e isso nos estimulou a dançar. Como sua preceptora, adorei poder ajudá-lo nessa missão. Foi bom registrar a participação da residência médica e da semi-internação nesse momento”, contou.

Confira as fotos da nossa festa julina